Aperta o Play >

Aperta o Play > header image 1

Colaboradores

August 1, 2017
Quando você envia uma mixtape para o Aperta o Play, assim que a sua mix é publicada você entra para o nosso hall de colaboradores.
Se você quiser participar acesse a nossa fanpage e nos envie uma mensabem via inbox.
A sua mixtape foi publicada e seu nome não está nesta galeria? Por gentileza nos envie o texto com a sua descrição.
Você quer alterar o texto da sua descrição? Entre em contato conosco via inbox.

Alípio Raposo
Começei a ouvir música com 8 anos, nos anos 70.
Ouvia o que minhas primas, irmã ouviam na época, ouvi Janis Joplin pela primeira vez com 11 anos, pirei com a capa e as psicodélicas me deixavam em transe.

Amir Brito Cadôr
Amir Brito, professor da EBA/UFMG, gosta de ouvir canções em línguas estranhas.
Não toca nenhum instrumento, mas dizem que já foi campeão de air guitar.

Alexandre Cruz Sesper (Farofa)
Artista e Músico, lançou em 2015 os discos "Not Count for Spit" e "Samuel" através de seu projeto solo ACruz Sesper, também é conhecido por ser vocalista e guitarrista da banda The Pessimists (que em 2016 lançou o disco "Six Songs") e vocalista da banda Garage Fuzz que completou 25 anos de carreira e em 2015 lançou o disco "Fast Relief".

Bloco 77 – Os Originais do Punk
Único bloco punk de São Paulo, o Bloco 77 – Originais do Punk desfilou pela primeira vez em 2014.
Formado pelos amigos no final de 2013, o bloco entoa sucessos do punk nacional em ritmo de marchinha. As marchinhas tradicionais também estão no repertório, mas com outras bem humoradas letras.
Diversão garantida para quem gosta e quem não gosta de Carnaval, o bloco realiza o trajeto saindo da esquina das ruas Simão Álvares com a Cardeal Arco Verde, na região da Vila Madalena.
Os sucessos do punk que se tornaram marchinhas são: “vou fazer cocô” dos Garotos Podres, “pela paz” do Cólera, “pânico em sp” dos Inocentes, “isto é olho seco” do Olho Seco, e muitas outras.
Já as tradicionais marchinhas são: “mamãe eu quero pogar” ; "olha o moicano do Zezé", “punkinho bacana” e "eu mato quem jogou meu LP do Olho Seco lá no mato".

Carlos Magno "CMdj"
Carlos Magno é apaixonado por boa música, começou sua coleção aos 13 anos e sua coleção atualmente tem cerca de 1.500 cds e 700 lps. Fez um programa de rádio por 6 anos e foi colunista musical no site Câmera Surf. Foi dj em etapas de mundial de Kitesurf, Bodyboard e etapas de brasileiro de Surf e Skate. Atualmente é dj residente do Órbita Bar na Quinta Surf há quase 7 anos e tem dois projetos em vinil chamados Noite do Vinil no Floresta Bar com quase 3 anos de duração e o Rock na Agulha no All Greens Pub com quase dois anos, onde todos os 3 acontecem em Fortaleza - CE.

Dj Carlos Zultroy
Sou de São José do Rio Preto/SP, toco techno e house profissionalmente, mas, em festas particulares o melhor do rock de todos estilos.

Ed Durc
ED D.U.R.C - Atualmente editor do programa DOWN UNDER na radio web Ressacão e na radio web DizCidadeBaixa.
Desde 2006 tem se dedicado a espalhar e disseminar musicas australianas em redes sociais e blogs.
Seu conhecimento vem de vastas audiçoes de filmes de surf e radios web australinas antigas.
DuRc vem " Down Under Rock Club" do chamado grupo popular de varias sonzeras no facebook.
Alem da pagina do facebook vc tambem pode encontrar um blog onde vc pode ouvir as coletaneas feitas no periodo de 2009 e 2010.

Blog: http://durcbrasil.webnode.com.br/news/coletaneas-down-under-rock-club-/

Radio Ressacão: https://www.facebook.com/RESSACAOWEBRADIO?ref=ts&fref=ts

Radio Diz Cidade Baixa: http://www.dizcidadebaixa.com/


Enrico Herrera (Cabeça)
Concebido e criado nos cafundós do interior paulista, desde cedo se identificou pelo movimento dito "underground", frequentando bailes em sua cidade do coração, São José do Rio Preto/SP. Sempre se interessou por bandas que passassem uma mensagem, sendo ela escrita ou não. O barulho diz tudo. Som bizarro e estranho lhe agrada também.
Após o fim da MTV e com essa nova onda da internetê, viram um buraco e uma necessidade de criar um conteúdo diferente no meio musical. Comidas gourmet? Não. Viagens milionárias e champanhes pelo mundo? Também não.
Foi ai que surgiu os "Meninos da Podrera" aonde 2 apresentadores bem descontraidos, proseiam com grandes nomes da música e outras vertentes da arte, como Jão (RDP), Badauí (CPM22), Supla, Arthur (Flicts), Nenê Altro (Dance of Days), Gabriel Thomaz (Autoramas), Fábio Mozine (Mukeka di Rato / Merda), EduK (Defalla), Farofa (Garage Fuzz), Henrike (Blind Pigs) entre outros, tudo ao som da boa, velha e amada música caipira ou simplesmente música brasileira. Sente-se no alpendre, chama o vizinho, abre uma breja e curte ai que tem uma mistura doida.

Fila Benário
Sou Fila Benário, as vezes chamado de Vinícius, o meu verdadeiro nome.
Nasci no ano de 1988, portanto vivi com intensidade os anos 90, a melhor década musical.
Era o tempo que música boa se tocava na rádio, o clipe se via na MTV, e compartilhávamos músicas raras em fitas cassete e cds piratas.
Depois de inúmeras tentativas sem sucesso de ter uma banda, hoje eu me dedico aos estudos de Jornalismo e ao meu blog musical Fila Benário Music.

Gabriel Martins
Colecionador inveterado de todos os formatos de música, passa as tardes de sábado limpando e ouvindo calmamente seus discos, que são de muitas vertentes (você pode chegar na casa dele e pode estar rolando um Beto Barbosa). Sempre quis ser DJ, embora nunca tivesse realmente tentado, tira a frustração de não ter conseguido preparando playlists para enfrentar os congestionamentos e para festas de amigos, que às vezes se resumem a Cadela labrador Loba, sua fiel companhia, e os vizinhos, que tem a oportunidade de ouvir o som de dentro de suas casas.

Glauco Ribeiro
Baixista da banda Lava Divers.

Jonnata Araújo (Jonnata Doll)
Ator, roteirista, diretor de cinema e vocalista da banda Jonnata Doll & Os Garotos Solventes que lançou em 2016 o disco "Crocodilo" que foi produzido por Kassin (Acabou La Tequila, +2, Orquestra Imperial) e Yuri Kalil (Cidadão Instigado) e tem a participação de Dado Villa-Lobos (Legião Urbana).

Juliana Padron
Designer e sócia de sua empresa Templateria. Curte punk rock californiano e é fã número 1 de Green Day, já tendo até presidido um fã clube da banda em sua adolescência.

Leonel Caldela
Leonel Caldela sempre quis escrever.
Fanático por RPG, é um dos autores de Tormenta, o maior e mais jogado cenário de roleplaying game do Brasil. Começou sua carreira de escritor publicando romances para o cenário, seguiu com a fantasia medieval em universos próprios. Também já escreveu fantasia urbana e terror (O Código Élfico) e ficção científica (Ozob — Protocolo Molotov), mas hoje em dia está de volta na fantasia medieval (A Lenda de Ruff Ghanor). Busca um dia bater o recorde de velocidade para escrita de romances.
Vendo a predominância do power metal em jogadores de RPG e fãs de fantasia, Leonel Caldela está numa cruzada para difundir o punk rock entre seus leitores. Ele suspeita fortemente de que ouvir Ramones seja mais importante que qualquer outra coisa para o sucesso e a felicidade na vida.
Leonel sabe que escrever é o melhor trabalho do mundo, mas também dedica seu tempo a jogar RPG, estudar alemão, treinar boxe, ouvir podcasts e achar coisas bizarras na internet. Mora em Osnabrück, Alemanha, com uma pessoa que o faz sorrir todos os dias.

Marcelo Castro
Atual Tecnocrata do Serviço Público Brasileiro, fui , POR ACASO, colega de classe, no Colégio Ramos Lopes, do Marcão Britto CBJR (guitar do Charlie Brown jr), onde passei o início da adolescência ouvindo de Peter Frampton a Kiss. Mas foi no programa da TV Gazeta, Grito da Rua, que “acordei” para a minha influência musical, pois a abertura do referido programa era com “New Order – Ceremony” e encerrando com “TSOL – Flowers By The Door”.
Era o que cabia certificar. Dou fé. Nada Mais.

Marco Costa
Apaixonado por motocicletas vintage e pelo barulho de guitarras distorcidas e com muita reverberacao, Marco eh um avido colecionador de vinils, cassetes e cds…e adora jogar bola e torcer pelo Peixe! Hj morando na gelada Toronto, ele tem saudades dos amigos, da familia, e da maravilhosa cidade de Santos.

Mi Rabelo
Sou aquela que sonha e vê sentimentos em cada timbre, em cada acorde. Assim como Nietzsche acredito que, “sem música a vida seria um erro” e por isto a cada instante estou ouvindo um bom e velho Rock mas sempre atentando –me a busca do novo, pois me agrada agregar bagagem e de partilhar o mesmo com os bons, em seletas ocasiões toco na noite de Brasília como DJ Cherry Bomb. A seleção foi feita com zelo e carinho, no intuito de demonstrar claramente os tesouros que colhi por ai e que me guiaram até aqui.
Orchestra Binária
Banda da Cidade de Deus (Zona Oeste/Rio de Janeiro), formada por Dutra, Silva e Oliveira a mais de dez anos.
Entrincheirada no seu Laboratório Místico AKA Paracelso Records, a banda conta dois eps, um single, um par de apresentações entre a Baixada Fluminense e a Zona Sul do estado do Rio de Janeiro, e muitos problemas. Atualmente prepara-se para apresentações ao vivo no ano de 2017.

Paula Puga
Produtora, fotógrafa e apresentadora do programa Toca a Cena na Mutante Radio

Paulo Floriani
Designer, produz e apresenta os Programas Old School Garage / London Calling, ele também produz todos os Flyers do nosso programa "Aperta o Play" na Mutante Radio.
Rafael Lopes Barbosa (Soneka)
Gerente de Projetos e Punk Rocker de plantão, achou no Hard Core sua identidade e muitas vezes se apoia no movimento para enfrentar os problemas cotidianos entre a Cidade Cinza e o Mundo Corporativo.
Essa paixão pelo Hard Core teve início em meados de 1997, quando um amigo emprestou dois CD´s, uma coletânea da Show Bizz, chamado Rock Motor, que tinham bandas como NOFX, Strung Out, No Use For a Name dentre outras e o outro foi um tal de “A Alguns Quilômetros de Lugar Nenhum”, esse não precisa nem de explicação.
Apaixonado pelo Skate, essa playlist irá te fazer lembrar daquelas sessions com os amigos, o descobrimento de novas bandas pelo falecido Emule e Napster e assistindo aos sábados, na TV Cultura, o Musikaos comandado pelo Gastão.

Rafael Chioccarello
Publicitário, editor do Hits Perdidos, organizador do tributo aos Titãs (O Pulso Ainda Pulsa), apresentador dos programas Hits Perdidos, Coverama e produtor do Dezgovernadoz na Mutante Radio.
Rafael Ferreira
Amante e garimpeiro do punk rock e suas vertentes desde as fitas cassete. Eterno músico e skatista em uma mixtape que traz a melodia e a atitude dos saudosos anos 90 nessa cena.
Raphael Bertazi
Produtor musical e DJ, membro da banda "Los Poca Soda". Em sua página do Soundcloud divulga suas (pirações) Mashups com cruzamentos musicais (malucos) inusitados.

Ricardo Schott
Jornalista e radialista, responsável pelo Programa Acorde, todo sábado 16h na Rádio Roquette-Pinto 94.1 FM e pelo site de cultura pop Pop Fantasma. Ele também faz o podcast Invisível, que fica no site e é também transmitido toda quinta 23h pela Mutante Radio.

Thiago Deejay
Radialista, responsável pelos programas Heavy Pero No Mucho (talk show com programação musical HC, Punk, Ska, Grunge, Nu Metal) todas as madrugadas e Rock N Roll Party (programa dedicado ao lifestyle dos DJs e festas de Rock) aos sábados a noite, ambos na 89 - A Rádio Rock. Discoteca desde 1999 e já se apresentou em quase todas as casas rockers/alternativas de SP, festivais e em muitos shows de bandas nacionais gringas, de CPM22 à Suicidal Tendencies. Em seus sets faz o estilo overall misturando rock, rap, reggae, dubstep e afins numa mesma session.

Links:
Facebook.com/thiagodjsp89
Facebook.com/heavyperonomucho
Instagram @thiagodjsp
E @heavyperonomucho


Thiago Testa
Nascido na capital paulista mas criado no interior do estado, não é artista, nem roteirista, não é dizainer, também não é radialista, muito menos roteirista, tão pouco músico e não possui nenhuma habilidade notável digna de ser chamada de talento; mas faz parte de um canal no youtube chamado Meninos da Podrera onde conversa com uma galera que é tudo isso citado acima e muito mais.
Não sabe por que foi chamado para participar do aperta o play e por gostar de palpitar e "por um som", aceitou o convite de muito bom grado, e se você leu até aqui não custa nada dar o play e curtir esse balanço gostoso!

Yannick aka Afro Samurai
Enquanto a maioria dos MCs falam do dia a dia nas periferias, críticas ao sistema ou - até mesmo - sobre amor, festas e luxo, Yannick buscou inspiração no mangá Afro Samurai (Takashi Okazaki) para produzir seu disco de estreia, Também Conhecido Como Afro Samurai.